terça-feira, 24 de setembro de 2013

Pirâmide subaquática nos Açores

 Meninas e meninos, prestem atenção.

Aquelas linhas toscas chamam-se curvas de nível.
Há quem lhes chame projecções cotadas.


Representam os contornos de fatias horizontais de um terreno, cada uma a uma determinada cota. Em terrenos naturais essas linhas são geralmente curvas.
Num mapa desenhado à mão são curvilíneas.
As da imagem naquele monitorzeco, por razões de simplificação gráfica ou de limitação informática, não são curvas porque são compostas por segmentos de recta grosseiros como se pode ver por toda a extensão da imagem em redor.
Quando apanham saliências ou protuberâncias pontuais no terreno (o cone de um vulcão submerso, por exemplo) o que deviam ser curvas concêntricas adoptam naquele material limitado o aspecto recticulado.
Será apenas isso.

Lamento mas ainda não foi desta que descobriram a Atlântida ou ETs escondidos debaixo de água.

O vídeo --> http://videos.sapo.pt/9j3fd6z5h8cVMiBr5sUa

7 comentários:

mats disse...

não?
vamos ver, senhor dono da razão...
vamos ver.

Anónimo disse...

Muito simplista e no fundo não explica nada. Há 70 mil anos supostamente começámos a povoar Ásia e Europa. Se nos últimos 5 mil anos avançámos isto, pq levámos 65 mil anos a dormir? Pq não teríamos feito o mm p ex. de 70 p 65 mil anos, talvez até + avançados que em tempos + recentes e depois fomos atirados para uma Idade das trtevas, como aconreceu na idade média, ficando á beira da extinção e perdendo todo o conhecimento, atirados para uma "nova" idade da pedra? Pode acontecer hoje e vai acontecer d certeza outra vez.

José de Abreu Cunha disse...

De facto até posso concordar com a sua explicação, no entanto, se observarmos as linha projectadas na envolvência da suposta pirâmide, verificamos que as linhas representadas vão ao encontro da sua explicação, no entanto seria muita coincidência a "suposta Pirâmide" aparecer com uma representação quase perfeita.... Mesmo achado que pudesse ser um cume de um vulcão em forma de cone, nunca apareceria representado como uma pirâmide quase perfeita com 8 aresta com comprimentos idênticos...... Esperemos futuros estudos......

Paulo disse...

Submarino
Não há grande espaço para especulação. A 40m de profundidade dá para mergulhar com escafandro e ver o topo. Para filmar a mais profundidade só há que contratar e enviar ao local o submarino Lula 1000, da Fundação Rebikoff-Nigeller, baseado no Faial e como o nome diz é um dos únicos 10 submarinos no mundo com capacidade para mergulhar a 1000m de profundidade.

Alvaro disse...

Discordo.
Aquilo está muito longe de ser qualquer coisa regular de base quadrada.
A leitura do fundo daquele local onde um leigo em topografia e em CAD vê uma pirâmide deve ter tido como base o levantamento de quatro pontos praticamente à mesma cota altimétrica. E registou mais um entre esses quatro a uma altitude superior (o suposto vértice). Como não gera linhas curvas, o que o programa fez foi unir esses quatro pontos com segmentos de recta, gerou as curvas de nível ascendentes igualmente toscas e resultou aquele grafismo.
Caso o levantamento tivesse como base mais pontos o aspecto daquilo (que deverá ser uma elevação disforme de formato cónico) seria bem diferente.
Só isso.

Eu trabalho com programas de Desenho Técnico há mais de duas décadas. Nos anos 90 em muitos deles, por uma questão de poupança de memória e de rapidez de regeneração, é normal as curvas serem simplificadas, sendo substituídas por segmentos de recta.
E resulta em algo como aquilo.

Tiago Cruz disse...

Já em 2012 se falava desta hipotese nos Açores:

http://www.disclose.tv/news/Underwater_Pyramid_Structures_Found_Near_Western_Cuba/86076

Alvaro disse...

Artigo de 4 de outubro de 2013

"Não é possível "confirmar a existência de tal figura geométrica, com a forma e dimensão divulgada, registando-se apenas uma elevação submarina semelhante a outras elevações detetadas no Banco D. João de Castro", afirma um parecer do Instituto Hidrográfico sobre a suposta pirâmide subaquática descoberta nos Açores.

A construção piramidal, cujos vértices teriam a mesma orientação norte-sul das pirâmides de Gizé, mediria 60 metros de altura e a base estaria a 100 metros de profundidade. Foi detetada recentemente ao largo da ilha Terceira por um velejador local, Diocleciano Silva, através de um GPS com um programa de cartografia de baixa resolução dos fundos marinhos. (...)"

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/marinha-desmente-piramide-subaquatica-nos-acores=f834027#ixzz2sAtuY2tC